Toxicidade de efluentes industriais da bacia do rio Piracicaba

Autores

  • Pedro Antonio Zagatto CETESB
  • Eduardo Bertoletti CETESB
  • Elenita Gherardi Goldstein CETESB

Palavras-chave:

toxicidade, Daphnia, efluente industrial, rio Piracicaba

Resumo

Com o objetivo de estimar o impacto que efluentes industriais podem causar em organismos aquáticos, foi avaliada a toxicidade aguda de efluentes líquidos de algumas indústrias situadas na bacia do rio Piracicaba. Para tanto, foram realizados testes com amostras de efluentes líquidos de oito indústrias da região, utilizando-se o microcrustáceo Daphnia similis. Das dez amostras testadas, sete apresentaram efeito agudo à Daphnia similis. Verificou-se também; através da estimativa de impacto, a necessidade de redução da toxicidade dos efluentes líquidos de uma indústria têxtil (ponto 2) e de uma indústria petroquímica, para que sejam evitados efeitos agudos e crônicos à biota do corpo receptor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Antonio Zagatto, CETESB

Biólogo da CETESB

Eduardo Bertoletti, CETESB

Biólogo da CETESB

Elenita Gherardi Goldstein, CETESB

Bióloga da CETESB, Mestre em Biologia Molecular pela Escola Paulista de Medicina

Downloads

Publicado

1988-01-01

Como Citar

ZAGATTO, P. A.; BERTOLETTI, E. .; GOLDSTEIN, E. G. . Toxicidade de efluentes industriais da bacia do rio Piracicaba. Revista Ambiente, São Paulo, v. 2, n. 1, p. 39–42, 1988. Disponível em: https://revista.cetesb.sp.gov.br/revista/article/view/55. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos