Avaliação dos níveis tóxicos de alguns surfactantes a moluscos da região de Ubatuba

Autores

  • Waldir Malagrino USP
  • Norival Pereira USP
  • Aristides Almeida Rocha USP

Resumo

Com a finalidade de se avaliar os níveis tóxicos de alguns surfactantes (biorresistentes ou não) à fauna malacológica da região de Ubatuba (SP), foram desenvolvidos testes de toxicidade aguda, verificando-se também a taxa de recuperação de alguns dos moluscos expostos aos poluentes testados. As espécies Littorlna flava e Littorina zic zac submetidas à ação do Marlon-A (Alquil benzeno sulfonato de cadeia linear) e Oronite-60 (Tutrapropileno benzeno sulfonato, de fraca biodegradabilidade) em teste estático, agudo, com 96 horas de duração, evidenciaram sofrer imediata toxicidade. A taxa de recuperação de alguns dos animais sobreviventes em precárias condições ao teste, efetuado visualmente quanto ao comportamento dos animais em águas limpas, indica a necessidade de no mínimo· sete dias para haver o lento retorno às condições de normalidade. Infere-se portanto que, no ambiente natural, onde a presença de surfactantes biodegradáveis ou não ê uma constante, são grandes as influências negativas às comunidades aquáticas, ainda que aparentemente estas possam parecer imperceptíveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Waldir Malagrino, USP

Biólogo do Departamento de Satíde Ambiental, Faculdade de Saúde Pública da USP

Norival Pereira, USP

Químico do Departamento de Saúde Ambiental, Faculdade de Saúde Públi-ca da USP

Aristides Almeida Rocha, USP

Blólogo da CETESB e  Professor Adjllnto da Faculdade de Saúde Pública da USP

Downloads

Publicado

1987-06-01

Como Citar

MALAGRINO, W.; PEREIRA, N.; ROCHA, A. A. Avaliação dos níveis tóxicos de alguns surfactantes a moluscos da região de Ubatuba. Revista Ambiente, São Paulo, v. 1, n. 2, p. 99–101, 1987. Disponível em: https://revista.cetesb.sp.gov.br/revista/article/view/28. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos