Concentração de metais aerossóis atmosféricos

Autores

  • Haidé D. Fiedler Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul
  • Jaime A. Solari Universidad de Chile

Palavras-chave:

aerossóis, material particulado, poluição aérea, elementos metálicos, ICP-AES, análise química

Resumo

Foram determinados o material particulado total (MPT) e a concentração de metais em aerossóis atmosféricos em quatro pontos do Estado do Rio Grande do Sul. Os pontos escolhidos foram ·a rodoviária de Porto Alegre, uma área não urbanizada (Ponta Grossa), o III Pólo Petroquímica e um bairro de Caxias do Sul. Foram analisados doze elementos metálicos mediante espectroscopia de emissão atômica com plasma acoplado indutivamente (ICP-AES). Os resultados mostraram que os pontos em Porto Alegre e Caxias do Sul fogem à legislação brasileira da qualidade do ar quanto ao MPT, apresentando também níveis elevados de alguns elementos metálicos. Os resultados são comparados, qualitativamente, com trabalhos similares obtidos em outras cidades e também com estudos realizados em POA em época diferente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Haidé D. Fiedler, Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul

Químico do Departamento do Meio Ambiente da Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul (SSMA), Mestre em Engenharia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Jaime A. Solari, Universidad de Chile

Engenheiro de Minas, Ph. D. pela University of London, na época do trabalho, professor da UFRGS - Engenharia, hoje pesquisador do Laboratório de Biohidrometalurgia, Departamento de Ingeniería Química e do Departamento de lngeniería de Minas, da Universidad de Chile

Downloads

Publicado

1991-01-01

Como Citar

FIEDLER, H. D.; SOLARI, J. A. Concentração de metais aerossóis atmosféricos. Revista Ambiente, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 26–32, 1991. Disponível em: https://revista.cetesb.sp.gov.br/revista/article/view/101. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos