Nitrogênio inorgânico em águas de escorrimento superficial

Autores

  • José Francisco do Prado Filho Universidade Federal de Ouro Preto
  • Pedro Alberto Selbach

Palavras-chave:

poluição da água, eutrofização, nitrosaminas, fertilizantes químicos, composto orgânico

Resumo

Este trabalho foi realizado para se verificar os níveis de nitrogênio inorgânico em águas de escorrimento superficial em parcelas que receberam diferentes níveis de adubação. As parcelas foram tratadas com fertilizantes químicos, fertilizante orgânico (composto de lixo domici1iar) e com conjugações entre ambos. As águas de escorrimento superficiais foram coletadas em tanques dispostos na cota inferior de cada aparato experimental. As perdas de N-NH+4 foram maiores que as de N-NO-3, e aquelas foram maiores quando a quantidade de água perdida por escorrimento não ultrapassava a 10% do total precipitado na parcela. Os teores de N-NO-3 nas águas superficiais, em todos os tratamentos, apresentaram valores muito inferiores aos admitidos pela Organização Mundial da Saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Francisco do Prado Filho, Universidade Federal de Ouro Preto

Ecólogo, Mestre em Ciências da Ecologia, professor da Universidade Federal de Ouro Preto

Pedro Alberto Selbach

Agrônomo, Mestre em Agronomia de Solos, UFRGS

Downloads

Publicado

1988-06-01

Como Citar

PRADO FILHO, J. F. do .; SELBACH, P. A. . Nitrogênio inorgânico em águas de escorrimento superficial. Revista Ambiente, São Paulo, v. 2, n. 2, p. 84–87, 1988. Disponível em: https://revista.cetesb.sp.gov.br/revista/article/view/73. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos